Plataforma busca desenvolvimento sustentável da Amazônia

Iniciativa propõe engajamento da iniciativa privada para aliar negócios e empreendedorismo local à conservação ambiental

A Amazônia gera menos de 8% do PIB nacional e seus recursos naturais estão sob forte pressão — apenas nos dois últimos anos, por exemplo, o desmatamento ilegal superou 14,5 mil km2 de floresta, sem que isso significasse efetiva geração de riqueza para toda a população. Para contribuir na transformação dessa realidade, foi lançada a Plataforma Parceiros pela Amazônia (PPA). Por meio dela, empresas que atuam ou têm interesse na região uniram-se para consolidar um modelo de desenvolvimento que seja economicamente viável e, ao mesmo tempo, traga benefícios sociais e conservação ambiental, com proteção da biodiversidade.

Estão envolvidos com a iniciativa o Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (Idesam), a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (Usaid) e o Centro Internacional de Agricultura Tropical (Ciat), com apoio do Centro da Indústria do Estado do Amazonas (Cieam).

Uma das estratégias da PPA será o compartilhamento de cases bem-sucedidos tanto do ponto de vista empresarial quanto socioambiental. “Esperamos incentivar boas iniciativas e investimentos em projetos, novos negócios e startups voltadas a promover uma economia sustentável na Amazônia. Isso inspira as organizações a buscar soluções sustentáveis para seus negócios e, ao mesmo tempo, contribui com soluções de longo prazo para a conservação do meio ambiente na região”, diz Mariano Cenamo, do Idesam.
Capitaneada pela iniciativa privada, a PPA terá entre seus objetivos: fortalecimento de negócios sustentáveis e suas cadeias produtivas, com fomento ao empreendedorismo local; estímulo a parcerias nacionais e internacionais entre corporações, sociedade civil, investidores, governos, doadores e comunidades; compartilhamento de iniciativas de pesquisa, boas práticas empresariais e promoção e desenvolvimento de tecnologias sustentáveis.

Formado por um grupo de 11 empresas líderes nos seus segmentos, o Comitê Gestor da PPA é formado por 3M, Ambev, Coca-Cola, DD&L, Dow, Grupo Bemol, KPMG, Natura, Nova Era, Sinoreg-AM e Whirlpool.

Oportunidade na Amazônia

Além da plataforma, o Programa Regional de Meio Ambiente Amazônico da Usaid está buscando propostas de instituições líderes para projetar e implementar a atividade de Promoção de Melhores Práticas de Gestão Social e Ambiental. O foco desta atividade envolverá a identificação, adoção, implementação e monitoramento das melhores práticas de gestão de infraestrutura e atividades extrativistas na região Amazônica para atingir os seguintes objetivos: Reduzir a perda de biodiversidade, desmatamento e fragmentação florestal em paisagens de alta prioridade; e reduzir a perda de integridade e qualidade dos sistemas de água do rio Amazonas, principais afluentes  e áreas aquáticas associadas. Os recursos disponíveis variam de US $ 10.000.000 a US $ 24.000.000 ao longo de um período de 5 anos. Para mais informações: https://www.fbo.gov/index?s=opportunity&mode=form&id=a8150d3d8b3ad225d80c4fa0e83209f0&tab=core&_cview=0.