Oficina discutirá agricultura sustentável no Cerrado

Apenas 13% das áreas que ainda podem ser desmatadas no bioma têm alta aptidão agrícola

O Cerrado é visto como uma mina de possibilidades para a agricultura brasileira. Mas como uma boa mina, se não for bem explorado, pode ruir. No estudo Qual o impacto do desmatamento zero no Brasil?, o Instituto Escolhas mostrou que o bioma ainda conta com 43,6 milhões de hectares de vegetação nativa que podem ser legalmente desmatados, conforme o Código Florestal. Apenas 13% desse total, porém, estão em áreas com aptidão agrícola superior a 0,8, ou seja, têm potencial de produção sustentável.

O conhecimento da aptidão agrícola de uma terra é um fator de grande importância para propiciar o uso adequado da oferta ambiental e evitar um possível sobreuso dos recursos naturais. No Mato Grosso, por exemplo, há 5,5 milhões de hectares de Cerrado que ainda poderiam ser desmatados. No entanto, 4,9 milhões estão em áreas de baixa aptidão. “As áreas de melhor qualidade neste bioma somam 641 mil hectares, o que ainda é um bom pedaço de chão”, diz Sergio Leitão, diretor executivo do Escolhas.

Leitão participa, nesta quarta-feira (28/4), da oficina temática Desafios para o Desenvolvimento Agricultura Sustentável: Bioma Cerrado, que reunirá especialistas em Brasília para discutir o tema. O encontro é uma iniciativa do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).