Incentivo à pesquisa foi prioridade do Escolhas em 2017

Destaques da Cátedra Escolhas de Economia e Meio Ambiente foram programa de bolsas e lançamento de hub de estudos

Além do desenvolvimento de estudos, em 2017, o Instituto Escolhas continuou a colaborar com o ensino e a pesquisa das questões socioambientais a partir da abordagem das ciências econômicas no Brasil. Em março, quatro estudantes foram selecionados para o primeiro edital do programa de bolsas da Cátedra Escolhas de Economia e Meio Ambiente – iniciativa realizada em parceria com o Insper –, e estão desenvolvendo projetos nas áreas de mobilidade urbana, combustíveis, produtividade agrícola e água virtual.

Dado o sucesso do programa e o desejo de contribuir para aumentar a formação e pesquisa, fazendo ponte entre os temas de economia e meio ambiente, o Escolhas lançou, em outubro, o seu segundo edital de bolsas para mestrado e doutorado. Ainda em aberto, os estudantes podem se inscrever até fevereiro de 2018 para concorrer às bolsas.

Outro importante passo em direção à formação de profissionais que estabeleçam elo entre os temas socioambientais e econômicos foi o curso Mobilidade Urbana e seus Impactos Socioambientais, realizado em novembro, que trouxe números e dados que mostram como a mobilidade urbana e a sustentabilidade podem funcionar juntas. As aulas foram ministradas pelo ex-prefeito da cidade de São Paulo, Fernando Haddad, e a professora adjunta do Insper, Priscila Claro, que se dedica às disciplinas de Estratégia Organizacional e Competitiva, Gestão Ambiental e Responsabilidade Social Corporativa e Sustentabilidade.

Ainda em novembro, o Instituto Escolhas lançou o Hub de Estudos, uma plataforma online de pesquisa bibliográfica sobre a temática de economia e meio ambiente. No Hub, é possível encontrar estudos, artigos, teses e dissertações, relatórios etc., sobre os temas.

O Escolhas encerra o ano oferecendo a todos, ainda, a transparência de sua gestão institucional com uma série de certidões e certificados, demonstrações contábeis, além de seu primeiro relatório de atividades, que cobre o período de agosto de 2015 a dezembro de 2016. Os documentos foram publicados na seção Transparência do site do Instituto e podem ser acessados aqui.