Estudo relaciona faixas de ônibus e preço de imóveis em São Paulo

Voltada à mobilidade urbana, pesquisa aponta efeitos positivos das faixas de ônibus

Qual o impacto de faixas exclusivas de ônibus nos preços de imóveis da cidade de São Paulo? O estudo de Marcos Hyung Lee e André Luis Squarize Chagas, da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA-USP), conclui que a localização e a acessibilidade têm grande influência no preço de um imóvel e afirma que quanto maior a proximidade e a facilidade de acesso ao centro de negócios, maior será o valor da terra. Dessa forma, a direção do investimento público em transportes garante maior acessibilidade a certas regiões, em detrimento de outras, e pode mudar a estrutura urbana. Os resultados dos modelos utilizados, que cobrem o período de 2011 a 2014, apontam que as faixas exclusivas de ônibus possuem impacto positivo e significante nas vendas de imóveis, indicando o efeito positivo das políticas de mobilidade urbana avaliadas na valorização de imóveis em seu entorno.

Utilizando diversos tipos de modelos e metodologias, o estudo – intitulado Mobilidade também é renda? Impacto de faixas exclusivas de ônibus nos preços de imóveis da cidade de São Paulo – mostra que as faixas de ônibus impactam o equilíbrio urbano potencialmente em duas direções. Por um lado, reduz o custo de transporte médio, na medida em que contribui para acelerar o tráfego de mais pessoas que utilizam esse modal de transporte, no lugar do automóvel. Por outro lado, eventualmente aumenta o custo de transporte do automóvel. Sendo assim, os autores concluem que as faixas de ônibus tiveram impacto positivo na cidade.

A implantação dos corredores de ônibus vai de encontro ao desejo da população: 98% dos brasileiros têm a intenção de votar em governantes que priorizem a melhoria do transporte público e 93% acreditam que políticas públicas que favoreçam a criação de faixas exclusivas de ônibus contribuem para o avanço da mobilidade urbana no Brasil e podem, ainda, ajudar o país a substituir a maior parte dos combustíveis derivados de petróleo por combustíveis mais limpos, segundo dados da pesquisa Mobilidade Urbana e Baixo Carbono, realizada pelo Ideia Big Data, a pedido do Instituto Escolhas e o Instituto Clima e Sociedade (iCS).

O estudo está disponível no Hub de Estudos, plataforma de pesquisa bibliográfica voltada à temática de economia e meio ambiente, desenvolvida pelo Instituto Escolhas. Para acessar o estudo, clique aqui.