Bolsistas da Cátedra Escolhas Economia e Meio Ambiente apresentam temas e resultados de projetos

Programado para acontecer na sede do Insper, evento reunirá estudantes do primeiro e segundo edital do Programa de Bolsas para falar de suas pesquisas

No próximo dia 7 de maio, em São Paulo, o Instituto Escolhas promove, em parceria com o Insper, evento para a apresentação de projetos dos novos bolsistas selecionados no segundo edital do Programa de Bolsas da Cátedra Economia e Meio Ambiente e apresentação dos resultados de estudos dos estudantes selecionados no edital de 2017. Em 2018, foram selecionados sete estudantes – três a mais do que na edição passada, quando houve apenas bolsistas de mestrado. Desta vez, são quatro projetos de doutorandos e três de mestrandos.

Abrindo a rodada de apresentações da edição de 2017, Bruno Santos, da Universidade de São Paulo (USP), trará os resultados de seu estudo Mudanças Climáticas no Brasil: Efeitos Sistêmicos sobre a Economia Brasileira Provenientes de Alterações na Produtividade Agrícola. Voltado à mobilidade urbana, Ricardo Campante Vale, da USP Ribeirão Preto, apresenta os resultados de sua pesquisa O custo da imobilidade em São Paulo. Já a estudante Jaquelini Gelain, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq-USP), apresentará a tese Análise do custo-benefício da exportação de água virtual no setor agropecuário brasileiro. Nova mestre em Economia Aplicada, Gelain foi a primeira bolsista a defender seu título.

Em um segundo momento, os novos bolsistas apresentarão os temas de seus projetos. As pesquisas escolhidas tratam de temas relacionados a valoração da água, mitigação de emissões de gases de efeito estufa (GEE) do setor pecuário brasileiro, economia verde, conexão entre comércio exterior e poluição, transporte urbano, impactos regionais da adequação brasileira às metas da COP 21 e política ambiental e economia. Os projetos serão apresentados por Yuri Cesar, do Programa de Pós-Graduação em Economia da Universidade Federal de Pernambuco (PIMES/ UFPE), Denize da Silva, da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (Fearp-USP), Victor Dornelas, da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA-USP), Tayanne Arcebispo, da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) e Tiago Diniz, Elis Braga Licks e Gabriela da Cruz, da Esalq-USP.

De acordo com Natália Nunes Ferreira-Batista, coordenadora científica do Escolhas, a maioria dos programas de pós-graduação em economia não oferece disciplinas que abordem as questões ambientais contemporâneas com o olhar de como a economia pode contribuir para compreendê-las. Ela explica que em um levantamento com 15 centros de pós-graduação em economia, foram defendidas 180 dissertações e teses com temas relacionados ao meio ambiente, no período entre 2010 e 2017. Isso mostra que, nos últimos oito anos, apenas 1,5 teses sobre meio ambiente foram defendidas nos departamentos de economia nacional. “Essa informação confirma a percepção do Escolhas da lacuna existente e reafirma a relevância do Programa de Bolsas. Além de incentivar a formação e a ampliação de pesquisas quantitativas na área do meio ambiente, também acreditamos que a divulgação de trabalhos científicos auxilia no debate de questões relevantes para a sociedade”, afirma a coordenadora.

O evento contará, ainda, com a participação de Rudi Rocha, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Econometria (SBE) e presidente do conselho científico do Escolhas.

Programa de Bolsas

O Programa de Bolsas da Cátedra Escolhas de Economia e Meio Ambiente, lançado em 2016 e patrocinado pelo Itaú, tem como finalidade incentivar a formação de profissionais que desenvolvam pensamento crítico e pesquisa de excelência sobre as questões socioambientais contemporâneas, a partir da abordagem das ciências econômicas e mediante a concessão de bolsas a alunos de mestrado e doutorado com destacado empenho acadêmico.