Mobilidade também é renda? Impacto de faixas exclusivas de ônibus nos preços de imóveis da cidade de São Paulo: uma análise por meio de painéis espaciais

Este presente trabalho tem como objetivo estudar os efeitos que as faixas exclusivas de ônibus possuem no preço de imóveis na cidade de São Paulo, entre os anos de 2011 e 2014. Nos últimos anos, têm-se intensificado a implantação desse tipo de política, e é importante analisar seus impactos objetivamente. A literatura teórica e empírica corrobora a tese de que políticas desse tipo tem impacto positivo nos preços. No entanto, esses estudos são escassos no Brasil e a aplicação de econometria espacial e dados longitudinais é recente. Utilizando diversos tipos de modelos e metodologias de maneira a se garantir a robustez dos resultados, a conclusão é que os as faixas de ônibus tiveram impacto positivo na cidade, e que a preocupação com os efeitos espaciais é importante e possuí efeitos relevantes.

Mudanças climáticas e migração rural-urbana no semiárido brasileiro

Ao longo dos últimos anos, as evidências de que as atividades antrópicas alteraram a concentração de Gases de Efeito Estufa na atmosfera tornaram-se mais fortes, indicando que esse acúmulo é a causa mais provável das mudanças climáticas observadas até o momento. Os resultados obtidos confirmaram a expectativa de que os direcionadores climáticos são preponderantes para que o fluxo migratório rural-urbano aconteça.

Programa de Compras da merenda escolar com foco na agricultura familiar: uma análise espacial do seu efeito no desenvolvimento socieconômico paranaense

O objetivo do presente trabalho é analisar o efeito do programa de compras da
merenda escolar, com foco na agricultura familiar, no desenvolvimento socioeconômico dos
municípios paranaenses em 2014. Para isso, inicialmente construiu-se um índice de
desenvolvimento municipal (IDM), utilizando a metodologia multivariada. Na sequencia, via
econometria espacial, analisou o efeito do programa na geração de empregos e no IDM dos
municípios do Paraná. Como corolário, identificou-se um efeito positivo e significativo dos
recursos provenientes do programa tanto na geração de novos postos de trabalho formal, como
no melhoramento do bem estar da população paranaense.

Convergência multissetorial na emissão de gases do efeito estufa

O artigo estima um painel dinâmico multissetorial para testar a hipótese de convergência na emissão per capita de gases do efeito estufa, que tornou-se possível com a publicação recente da World Input Output Database. A estratégia empírica emprega estimadores convencionais de efeitos aleatórios e fixos, e também um GMM de Arellano e Bond (1991) para os principais poluentes relacionados ao efeito estufa. Encontramos fortes evidências de convergência na emissão de CH4 em setores ligados a agropecuária, indústria de alimentos e serviços. Em relação a emissão de CO2, encontramos evidências moderadas na agropecuária e indústria de alimentos, na transformação de bens não duráveis e serviços. Em todos os casos, o tempo de convergência foi inferior a dez anos. Para a emissão de CO2 por uso de energia, a maior fonte do efeito estufa, encontramos evidência moderada apenas no setor da indústria extrativa. Todos os demais poluentes apresentaram evidências fracas ou ausência de evidências.

Valuing Air Quality Using Happiness Data: The Case of China (Valorização da qualidade do ar usando dados de felicidade: o caso da China – Tradução Livre)

Este trabalho estima o valor monetário de corte PM2.5, a principal fonte de poluição do ar na China. Ao combinar a felicidade hedonista em uma pesquisa nacional representativa com os dados de qualidade do ar diariamente, de acordo com as datas exatas e locais de entrevistas na China, somos capazes de estimar a relação entre a concentração local de partículas e felicidade individual. Mantendo a felicidade constante, calcula-se a compensação da relação entre a redução de partículas em suspensão e renda, essencialmente uma medida baseada na felicidade da vontade para atenuar a poluição do ar.

The Effect of Pollution on Worker Productivity: Evidence from Call-Center Workers in China (O efeito da poluição na produtividade do trabalhador: evidência de funcionários de Call Centers na China – Tradução Livre)

Estudo traz o efeito da poluição na produtividade do trabalhador no setor de serviços, centrando-se nos chamados call centers na China. Os resultados apontam que os níveis mais elevados de poluição do ar diminuem a produtividade do trabalhador. Estes resultados se manifestam em níveis comumente encontrados de poluição nas grandes cidades em todo o mundo em desenvolvimento e desenvolvido, sugerindo que estes tipos de efeitos são suscetíveis de aplicação ampla. É possível dizer que quando estes efeitos se decompõem, a diminuição da produtividade é explicada pelo aumento do tempo gasto em pausas em vez da duração das chamadas de telefone. Este é o primeiro estudo que demonstra que os impactos negativos da poluição na produtividade ultrapassam tarefas para o trabalho interno.

Mobilidade dos fatores primários e seus efeitos sobre o crescimento econômico e o bem-estar gerados pelo crédito rural nas regiões brasileiras

O presente trabalho investiga os efeitos da mobilidade dos fatores produtivos sobre o crescimento econômico e o bem estar social gerados pela política de Equalização das Taxas de Juros (ETJ) ao setor agrícola nas regiões brasileiras. Todos os resultados da pesquisa são apresentados com os sinais trocados a fim de se obter os efeitos da política de ETJ e do crédito gerado por essa política na economia. Os resultados revelam crescimento do PIB nas regiões brasileiras menor que o custo da política. Portanto, a política de ETJ, em termos de geração de crescimento econômico, apresenta taxa de retorno negativa.