Os frigoríficos vão ajudar a zerar o desmatamento da Amazônia?

Palavras-Chave: Desmatamento, frigoríficos, Amazônia
Autor(es): Paulo Barreto, Ritaumaria Pereira Amintas Brandão Jr. e Sara Baima. Com contribuições de Bruno Marianno, Ana Paula Valdiones e Glaucia Barreto.
Ano: 2017
Fonte: Imazon

Resumo: Os frigoríficos que compram gado da Amazônia têm sido pressionados por campanhas ambientais e processos legais a combater o desmatamento praticado pelos fazendeiros. Algumas empresas frigoríficas se comprometeram a comprar apenas de fazendas sem desmatamento após 2009. Sete anos depois do primeiro acordo, fomos a campo para responder se os frigoríficos, de fato, podem contribuir para zerar o desmatamento na região. Com base em dados inéditos e na revisão de estudos, mostramos que os acordos avançaram, mas muito ainda precisa ser feito para que o setor contribua efetivamente para ajudar a zerar o desmatamento na Amazônia.

Estimativa do volume e do valor da água virtual exportada pela região de Matopiba

Palavras-Chave: Matopiba, Água Virtual
Autor(es): Jaquelini Gisele Gelain, Elis Braga Licks, Alexandre Nunes de Almeida e Márcia Istake
Ano: 2017

Resumo: O presente estudo teve por objetivo estimar o volume e o valor da água virtual – água embutida no processo produtivo de qualquer produto – presente na exportação de soja da região de Matopiba (inicias dos estados Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia) no período de 2002 a 2016. No tocante à água virtual, no período analisado, foram exportados 73.220,398 milhões de m³ de água, equivalente a 28.288.159 piscinas olímpicas cheias. Com relação à variação no volume de água virtual exportada, o aumento foi de 1.602,28%. No que tange à cobrança pelos recursos hídricos, o presente estudo identificou o valor total de R$ 75.702.134,11, implicitamente exportados com a água virtual presente na soja da região de MATOPIBA e a variação desse valor, entre o último e o primeiro período, resultou o aumento de 925,01% no valor total dessa água.

Estimating 20-year land-use change and derived CO2 emissions associated with crops, pasture and forestry in Brazil and each of its 27 states (Estimando a mudança de uso da terra de 20 anos e as emissões derivadas de CO 2 associadas às culturas, pastagens e silvicultura no Brasil e em cada um dos seus 27 estados – Tradução Livre)

 

Palavras-Chave: Uso da Terra
Autor(es): Renan ML Novaes, Ricardo AA Pazianotto, Miguel Brandão, Bruno JR Alves, André May, Marília IS Folegatti-Matsuura
Ano: 2017
Fonte: Global Change Biology

Resumo: A mudança de uso da terra (LUC) no Brasil tem importantes implicações sobre mudanças climáticas globais, serviços ecossistêmicos e biodiversidade, e a expansão agrícola desempenha um papel fundamental neste processo. As preocupações com essas questões levaram à necessidade de estimar a magnitude e os impactos associados a isso, que são cada vez mais relatados na avaliação ambiental dos produtos. Os cenários adotados fornecem um intervalo entre as taxas mínimas e máximas de emissões de CO 2 do LUC de acordo com diferentes possibilidades de transições de uso da terra, que podem ter grandes impactos nos resultados.

The shadow price of cooperative membership on agriculture in the Brazilian south and southeast regions (O preço-sombra da associação cooperativa sobre a agricultura das regiões sul e sudeste do Brasil – Tradução Livre)

Por meio de uma função lucro quadrática normalizada estimou-se o efeito marginal (preço-sombra) da associação a cooperativas no lucro agropecuário das regiões Sul e Sudeste brasileiras. Tais regiões são responsáveis por mais de 50% da produção agropecuária brasileira e possuem uma média de 24% dos estabelecimentos rurais associados a cooperativas. Com base nos resultados preliminares, observou-se um efeito positivo da associação de estabelecimentos agropecuários as cooperativas no lucro, para as regiões Sul e Sudeste. Adicionalmente, foi encontrado um efeito positivo da associação a cooperativas na oferta de produtos e demanda por insumos, indicando que, embora este fator fixo tenha elevado a oferta dos produtos analisados, também intensificou a utilização dos insumos variáveis

The likelihood of a water market in Brazil (A probabilidade de um mercado de água no Brasil – Tradução Livre)

O artigo examina os indicativos de um mercado de água no Brasil. O caso dos EUA, provavelmente o mais antigo e bem documentado, é inicialmente analisado. No Oeste Americano, as outorgas foram transformadas em direitos de propriedade há mais de 140 anos. Todavia, devido principalmente aos altos custos de transação, apenas recentemente o comércio se tornou regular. Analisando caso do Brasil, fica evidente que o país não tem um problema de disponibilidade hídrica como tem o Oeste Americano. Por outro lado, o Brasil tem uma pobre infraestrutura hídrica, de modo que mais de 35% das cidades tiveram falta de água por meses em 2012, embora o país tenha 12% da água mundial. Para iniciar um mercado, primeiro seria necessário transformar as outorgas em direitos de propriedade. Argumenta-se que isso seria uma oportunidade para forçar os usuários a investir em infraestruturas hídrica. Assim, um modelo é construído para estudar as condições em que o mercado levaria a uma situação Pareto superior.

The impacts of climate changes on agriculture production and adaptative strategies for family farmers in the Brazilian Sertão (Os impactos das mudanças climáticas na produção agrícola e estratégias adaptativas para a família Agricultores no Sertão Brasileiro – Tradução Livre)

Este trabalho analisa os impactos de mudanças climáticas na produção agrícola do semiárido da Bahia, o mais populoso estado do Sertão, e como estratégias adaptativas podem atenuar esses efeitos entre produtores familiares. Primeiramente, analisa-se a dinâmica das variáveis climáticas entre 1974 e 2013 na região. O estudo analisa quatro principais tipos de produção agrícola: leite, bovinos, caprinos, ovinos e milho. O objetivo final e geral deste estudo é discutir a eficácia das estratégias para os pequenos agricultores, que sejam capazes de criar resistência ao clima e atenuar os impactos negativos das alterações climáticas na produção agrícola desta região vulnerável socioeconomicamente.

Technical assistance support effect on Brazilian agricultural performance (Assistência técnica apoia efeito sobre o desempenho agrícola brasileiro – Tradução Livre)

A assistência técnica tem sido utilizada como instrumento para difundir novas tecnologias entre os estabelecimentos agropecuários por meio de políticas governamentais como a Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (PNATER). Isto contribuído para incrementos de produtividade na agricultura nas últimas décadas. No entanto, o efeito da assistência técnica sobre a oferta de produtos e demanda de insumos não tem sido estudado de forma mais profunda. Nossos resultados sugerem um efeito positivo da assistência técnica governamental na produção de soja, milho e na demanda por combustíveis, enquanto que a assistência privada afetou positivamente as ofertas de soja e trigo, e reduziu a utilização de combustíveis e trabalho contratado.

Spillover effects of blacklisting policy in the Brazilian Amazon (Efeitos da Lista de Municípios Prioritários na Amazônia brasileira – Tradução Livre)

Este trabalho avalia os efeitos da Lista de Municípios Prioritários, que indica os principais alvos de fiscalização da autoridade ambiental, sobre o desmatamento dos municípios na vizinhança dos listados. Argumenta-se que ter um vizinho listado causa uma variação exógena na presença das autoridades ambientais, e um estimador de diferença-em-diferenças é usado para determinar o impacto dessa presença sobre o desmatamento. Uma contribuição deste trabalho é acrescentar uma versão espacial do estimador para corrigir a dependência espacial na variável dependente. Nossos resultados mostram que o efeito líquido do tratamento é reduzir o desmatamento entre 15% e 36%. Esse resultado é robusto a mudanças na medida de desmatamento, assim como na definição de vizinhança

Predicting Amazon fires for policy making (Previsão de incêndios na Amazônia para a elaboração de políticas – Tradução Livre)

Os incêndios florestais são uma das principais ameaças à conservação e desenvolvimento da Amazônia brasileira. Para contê-los, um dos principais instrumentos de política pública que têm sido adotados é o de brigadas de combate a incêndios, cuja eficácia depende crucialmente do posicionamento geográfico. Buscando contribuir para um melhor planejamento deste posicionamento, o trabalho se concentra na identificação, na escala municipal, das principais variáveis previsoras de ocorrências de fogo. Um painel de dados inédito na literatura é construído a partir de imagens de satélite e dados socioeconômicos, abrangendo os anos de 2008, 2010 e 2012. São feitas contribuições metodológicas propondo-se procedimentos simples de seleção de modelos econométricos e de avaliação de robustez. Dos 41 potenciais previsores avaliados, apenas 9 mostraram-se significativos a um nível de incerteza tolerável, compreendendo áreas desmatadas, áreas de pastagens e de floresta, terras indígenas, temperatura e textura do solo.

Policies for reduction of greenhouse gases emission and their costs and opportunities for the Brazilian industry (Políticas de redução de emissões de gases de efeito estufa e seus custos e oportunidades para a Indústria brasileira – Tradução Livre)

As recentes políticas industriais brasileiras tentam acelerar o crescimento industrial e, entre outros objetivos, desenvolver uma indústria mais eficiente em termos de uso de energia. No entanto, mecanismos típicos de políticas de mitigação, como o preço do carbono, podem agir de forma contraproducente contra os incentivos da política industrial. Neste artigo, preenchemos uma lacuna na literatura brasileira, estimando o impacto das políticas de redução de emissões na indústria brasileira, impondo limites às emissões ou mercados de carbono. Os resultados mostram a importância de considerações setoriais e o desenho de mecanismos na formulação de políticas de mitigação.

Sustentabilidade da Pesca Marinha no Extremo Sul do Brasil: uma modelagem econômico-ecológica aplicada

O objetivo deste trabalho é estimar a capacidade ótima sustentável para a pesca marítima no extremo sul do Brasil, levando em conta aspectos econômicos e ecológicos. O método utilizado foi um modelo de equilíbrio geral ecossistêmico, onde o ambiente é tratado com informação completa. Os resultados encontrados indicam que a captura ótima a ser trabalhada é de 30.000 toneladas/ano de pesca oceânica e de 480 toneladas/ano de elasmobrânquios e 9.000 toneladas de crustáceos e moluscos. Com relação às políticas públicas, o trabalho sugere a adoção de um modelo regulador com base em um sistema de cotas transferíveis, estabelecidas com base no volume ótimo de equilíbrio sustentável, bem como a diminuição gradativa dos subsídios, no intuito de permitir o funcionamento do livre mercado e também a estabilidade da atividade.

Simulação dos impactos econômicos da proposta brasileira na COP21: uma abordagem de equilíbrio geral computável

O presente artigo tem por objetivo simular os prováveis impactos econômicos decorrentes da imposição de metas de redução de emissão de carbono, oriundos da proposta brasileira na COP21. De forma geral, os resultados indicam um decréscimo acumulado de -3,3% do PIB real, em 2025, em relação ao cenário base, associado a uma redução do consumo das famílias e do investimento. Conforme esperado, os setores com maior dependência em relação à queima de combustíveis, ou com elevada intensidade de emissões nos seus processos produtivos, foram os mais negativamente afetados.